Sophie Turner, de Game of Thrones, defende ator mirim de Stranger Things de ataque de "fãs"


A atriz Sophie Turner, a Sansa de Game of Thrones, usou o seu Twitter na noite desta segunda-feira para defender o ator Finn Wolfhard, de Stranger Things, após ele se envolver em uma polêmica com seus fãs. Ele acabou entrando correndo no hotel onde estava hospedado e decidiu não dar autógrafos e nem tirar fotos com os fãs que estavam na porta, e foi vítima de várias agressões verbais.

Caramba... ver adultos esperando do lado de fora do hotel pelas crianças de Stranger Things, e então insultá-las porque elas não pararam é super estranho. (A) Que adulto em sã consciência espera por uma CRIANÇA do lado de fora do hotel e (B) depois fica ofendido porque a CRIANÇA não parou?

Não importa se eles são atores... eles são crianças primeiro. Dê a eles espaço para que cresçam sem o sentimento de que devem alguma coisa a alguém por estarem vivendo seus sonhos infantis.

Ah, e imagine.. você, sendo pai ou mãe, saindo com seu filho ou filha de 13 anos e vendo um adulto apontando a câmera do celular na cara do seu filho. Você faria qualquer coisa para deletar aquela fotografia, e tirar o seu filho daquela situação o mais rápido possível. Não importa se a criança é ator/atriz e consentiu a uma equipe de filmagem profissinal capturar os seus movimentos quando estiver no personagem. Isso NÃO significa que a criança consentiu ser seguida por todos os lados por uma câmera. Eu não quero saber se 'vem com o trabalho'. Não vem.

E como você ousa humilhar essa criança se ela não posa para uma fotografia de um adulto estranho ou ir até ela e conversar quando tira essa foto NÃO CONSENTIDA? Isso não vai contra tudo o que ensinamos às nossas crianças? Pshhhh. Algumas pessoas, cara.”
A atriz Shannon Purser, que fez a Barbara na primeira temporada de Stranger Things, também defendeu Finn: "Ok, não. Nenhum ator tem obrigação alguma de parar para alguém. Finn é um ser humano incrivelmente gentil. Mas ele é humano e precisa de uma folga também".

O colega de trabalho, Noah Schnapp, também o defendeu: "Verdade. Nós amamos os fãs. Finn é o cara mais gente boa que existe. A gente trabalha tanto, e precisa de um tempo de vez em quando".

O tamanho da fama e da popularidade das crianças de Stranger Things volta a mídia novamente para o medo do que a pressão da fama fará a estas crianças, assim como alguns casos na década de 1980 e 1990. Winona Ryder, a Joyce da série, foi uma das vítimas da fama excessiva, ao ter um surto em 2001 e roubar uma bolsa em uma loja em Nova York.

Após o acontecido, a carreira de Ryder ficou praticamente "congelada" por quase 15 anos, até que os Irmãos Duffer a convidaram para fazer a série. Hoje, Winona Ryder diz que foi a melhor coisa que ela fez, pois lhe deu espaço e tempo para pensar sobre a sua vida e sobre a sua carreira.



Participe do nosso novo sorteio:

Sophie Turner, de Game of Thrones, defende ator mirim de Stranger Things de ataque de "fãs" Sophie Turner, de Game of Thrones, defende ator mirim de Stranger Things de ataque de "fãs" Reviewed by Maurício Junio on 09:21:00 Rating: 5

Comente com o Facebook:

Tecnologia do Blogger.